sábado, 15 de janeiro de 2011

Dano

Passamos pela vida como touros numa loja de cristais, uma pancada aqui, um estálo ali, provocando danos a nos mesmos e a outras pessoas.

O problema é tentar entender como controlar os danos que causamos ou os danos que nos causaram.

Ao que parece todos temos nossos danos, alguns de nós mais do que outros. Carregamos nossos danos conosco desde a infãncia e quando crescemos nos tornamos o melhor que podemos.

No final, todos nos causamos danos e no fim o necessário é pensar em reparar o que pudermos

Ira

Na vida aprendemos que existem sete pecados capitas.

Todos sabemos os mais importantes, orgulho, luxuria, gula.

Mas o pecado de que não ouvimos falar muito é a Ira, talvez porque pensamos que a Ira não oferece tanto perigo, que podemos controlar.

Talvez não estejamos dando a Ira credito suficiente, talvez ela seja bem mais perigosa do que imaginamos, afinal de contas, quando se fala de comportamento destrutivo, ela chegou nos 7 mais cotados.

Então o que faz da Ira diferente dos demais pecados capitais?

É bem simples na verdade...

Cometendo um pecado como inveja ou soberba, então estará apenas ferindo a si mesmo. Com luxuria e cobiça, você apenas afetará você e talvez mais uma ou duas pessoas.

Mas a Ira, a Ira é o pior.
A mãe de todos os pecados.

A Ira não apenas pode fazê-lo cruzar os limites, quando ela o faz, pode levar várias pessoas com você.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Traços



Sempre fui uma daquelas pessoas que sabe apreciar pequenos defeitos
, como traços que dariam uma caracteristica única ao individuo... um pouco de sarcasmo, algumas sardas, ou seja lá o que for.

Estranho é imaginar que não suportava bem os meus pequenos defeitos, sempre me vi tentando me encaixar num molde (ou sendo forçada a isso)
.

Bem, espero esse ano e todos os próximos, me olhar com os mesmos olhos que vejo os outros, relaxar um pouco... espero também poder (pelo menos por algumas horas todo o dia) me comprometer comigo, fazer o melhor por mim.


O caminho é esse, não é?!